terça-feira, 20 de dezembro de 2016

entre troca de prendas, um brunch



À mesa dividia-se a conversa sobre os improváveis elos de ligação entre o grupo* que se juntou para uma troca de prendas powered by Fnac, a azáfama do Natal e as incomparáveis iguarias deste brunch no restaurante Varanda do Four Seasons Hotel Ritz. A Fnac inquestionavelmente acabou por ser a marca que melhor se adequou à colaboração nesta troca de prendas, onde não faltaram mensagens positivas através da escolha de livros (nunca são demais!) ou de inigualáveis produtos da Mr.Wonderful.

"Comprar mais livros do que aqueles que conseguimos ler é um sintoma de que a alma está a alcançar o infinito e essa paixão é a única coisa que nos ergue acima das alimárias que perecem."(A.Edward Norton)

No brunch encontramos uma estação de cozinha ao vivo de crepes e waffles, especialidades do "Mundo", como iguarias mexicanas e massas, por exemplo, assim como a estação de marisco, ceviche e sushi. A adicionar a vasta seleção de pães, queijos artesanais (que combinam com os favos de mel e outras compotas), charcutaria fina e iogurtes caseiros. Ainda há espaço para as sobremesas? O mil-folhas, o bolo de chocolate, as trufas, são algumas das receitas de doces especiais do Hotel Ritz!


* a conhecer o grupo que se juntou,
a Ana, do Infinito mais um
a Catarina, do Daydreams
a Catarina, do Joan of July
a Joana, do Às Cavalitas do vento
a Lena, do The Styland
a Sara, do Little tiny pieces of me

(nota: O preço do buffet por pessoa ronda aproximadamente os 49€, aberto ao Sábado e ao Domingo.)




segunda-feira, 12 de dezembro de 2016

ZOO



Desta vez, o Zoo estava mais sossegado e silencioso. As 14h friorentas são menos convidativas a passeios. A maioria dos animais dormia! Fui, pela primeira vez, em visita livre (com a Lena) e, talvez por isso, por não termos um guia, distraímo-nos no caminho a percorrer. 

De uma outra visita ao Zoo, em que fora em visita guiada, recordei-me de algumas das mensagens-chave que os treinadores transmitiram, tal como o alerta de que os animais que estão neste Zoo vêm de intercâmbios entre outros jardins ou já nasceram no próprio Zoo, pelo que não (re)conhecem o seu habitat natural. Tencionam, de qualquer forma, conservá-los com a finalidade de serem introduzidos no seu habitat natural ou, no caso das espécies ameaçadas e em extinção, colocá-los em reservas. 

Há efetivamente uma preocupação com um enriquecimento ambiental propositado, para se incentivar os comportamentos naturais e, por conseguinte, reestabelecerem-se os padrões de bem-estar dos animais. Não só se fomenta a procura desses por comida, por exemplo, como também se motiva um enriquecimento social, incentivando o convívio entre espécies que se dão bem entre si. 

O melhor reconhecimento ao ZOO vem sempre dos visitantes, os quais, a título de curiosidade, podem inclusivamente apadrinhar um animal à escolha! :)





[a vestir trenchcoat Mango, camisola e botins (made in Portugal) Jumbo Moda, carteira Michael Kors]