Com tecnologia do Blogger.

papel & caneta #1



os desperdícios emocionais salgam-me a língua. Dão-me sede visionária, a que me lembra de que posso estar apenas em mais uma missão. Tenho sede. Não quero espremer gotas; quero beber sem restrições.

Não quero contar os dias, nem as desculpas, nem os sorrisos. Vou acreditar que a minha sede bebe litros de ilusões, que não tencionam afogar-me os sonhos.


Bom ano novo!


 

1 comentário

Mariana disse...

bom ano Marta :)
beijinho