Com tecnologia do Blogger.

LIFESTYLE: SÁBADOS SELVAGENS NO JARDIM ZOOLÓGICO






Sabiam que... existe um programa imperdível para casais, famílias ou grupos de amigos ao sábado no Jardim Zoológico?? Eu não sabia... e nem sei explicar como é que há mais de 10 anos não visitava o nosso Zoo... já que neste último Sábado vivi uma das melhores experiências dos últimos anos!

O Jardim Zoológico apresenta os "Sábados Selvagens", uma oportunidade única de ficarmos a saber muitas curiosidades e factos (uns muito giros, outros menos, mas necessários ao nosso crescimento intelectual já que retratam uma realidade assustadora da crueldade humana - casos inéditos de comércio e caça ilegal, por exemplo...). Para além desta componente informativa, também temos a oportunidade falar com os tratadores/treinadores de animais, visitar alguns "bastidores" e interagir de perto com algumas espécies! Uma experiência para a qual quase não-arranjo-palavras-por-ser-rica-em-muitas-emoções!

Todo o acompanhamento nos percursos temáticos dentro do zoo (onde também assistimos aos célebres espectáculos de aves e dos leões marinhos e golfinhos) é personalizado por um Educador/Biólogo do Zoo, das 10h até às 16h30, seguindo-se a visita livre (podemos ir depois andar de teleférico e continuar a visitar outros animais, por exemplo).  (O preço é de 35€ por adulto e 25€ para criança até aos 11 anos).




















Estas foram algumas das fotografias que tirei no sábado (onde os animais foram os meus únicos protagonistas... vim de lá mesmo apaixonada). Mas não queria deixar também de aproveitar para partilhar algumas das mensagens-chave que me foram passadas e que elucidam muitas das ideias pré-concebidas falsas sobre a dinâmica do zoo! (Podem inclusive espreitar o blogue educacional do Zoo aqui).

A primeira mensagem para a qual se alerta é que os animais que estão no Zoo vêm de intercâmbios entre jardins zoológicos e não do habitat natural... ou seja estes animais já nasceram no zoo, e muitos deles são filhos de animais que, por sua vez, também já nasceram no Zoo. As únicas excepções prendem-se com os animais apreendidos, resultado do comércio ilegal (os ovos de aves, por exemplo) ou com a recuperação de animais (quando um dono deixa ter condições para ter em casa uma iguana de 2 metros, por exemplo...).

No entanto, apesar destes animais estarem sob cuidados humanos, o habitat natural é simulado! Há um enriquecimento ambiental propositado em termos de cenário e incentiva-se os comportamentos naturais. Há um reestabelecimento dos padrões de bem-estar dos animais, por exemplo a comida é escondida para motivar os animais a caçarem para comerem. Fazem-se este tipo de brincadeiras, entre outras, com os animais. Por outro lado, no caso das espécies que se dão bem, há um enriquecimento social, fomenta-se a convivência entre diferentes espécies.

De referir ainda que no caso do espectáculo dos golfinhos, os objectivos do mesmo não estão pensados para divertir (só) o público, mas os próprios golfinhos, principalmente. Os golfinhos no seu habitat natural brincam e fazem uma série de malabarismos... os seus treinadores no Zoo ensinam-nos, assim, a associar uma dessas brincadeiras a um apito. Mas são os golfinhos que fazem o que lhes apetece! No Sábado estavam dois golfinhos mais interessados em namorar...e os treinadores disseram-nos isso mesmo: se eles querem namorar, nós não vamos proíbi-los. Trata-se de um comportamento natural.

Ressalve-se outra das grandes mensagens: todos estes animais estão a ser conservados no Zoo com a finalidade de serem reintroduzidos no seu habitat natural ou em reservas (no caso das espécies que estão ameaçadas...como o Gorila Ocidental, que se espera que daqui a 20 anos esteja extinguido, já que persistem as crenças em relação à sua carne e aos seus orgãos comprados a peso de ouro, o que motiva a caça ilegal!!). A propósito, uma curiosidade que partilho sobre os Gorilas Ocidentais: são muito pachorrentos e calmos (razão que, infelizmente, acaba por facilitar a sua caça) e adoram desfolhar linhas telefónicas! ;)

Para finalizar... é de louvar toda a dedicação e carinho dos diferentes tratadores e treinadores aos seus animais. Tratam-nos como verdadeiros filhos. Um amor que tem que ser reconhecido e o melhor reconhecimento vem dos visitantes (também podemos apadrinhar um animal à nossa escolha)! E, já agora...podemos fazer todos muitas "figas" para que os leões marinhos possam ter direito a novas instalações! Não nos falta muito para o Jardim Zoológico português ser considerado o melhor da Europa, sabiam?! ;)

















7 comentários

R disse...

Confesso que adorava ter uma coruja! São tão queridas!!

xx,
R.

http://www.theteenageroyalty.blogspot.com/

Silvana Querido disse...

Marta tive tanta pena de não ter ido. Tinha marcado para esse dia com a família que depois acabou por ser desmarcado e depois nunca mais me lembrei desse programa :(

Li o post inteirinho [o que ainda me fez mais pena de não ter ido]. Os animais são uma das melhores coisas que existem e devem ser preservadas. Marta eu já não vou ao Zoo desde que tenho uns 6 anos :( Muita pena mesmo!!

Beijinho

retro-a-porter disse...

Tudo muito giro sem dúvida mas incomportável para uma familia grande como a minha com dois adultos e 5 jovens ou seja €35 x 7 (cerca de 250 euros) e ainda mais lanches e etc. O problema é que se fazem estas coisas interessantes com programas tipo familia mas não pensam no básico como arranjarem um produto tipo cartão familiar mais acessível, certamente que as visitas aumentariam. Não acreditam que familias numerosas como a minha tenham hipótese de gastar cerca de 300 euros num sábado, só para ricos.

http://fashionheroines.blogspot.com

Joana Cooper disse...

No Verão vou novamente ao Jardim Zoológico com o meu sobrinho e não era mau pensado ter este tipo de visita :)
Estiveste em contacto com alguns animais, como os koala?

Marta Pinto de Miranda disse...

Sempre que possível podemos dar-lhes uma festinha (koalas e espécie de macacos) e pegar-lhes (o caso das diferentes aves)! Eles tb têm o seu estado de espírito...mas a espécie de macacos a quem demos comida foi possível, e às koalas fémeas também :D Entretanto estivemos com um leão marinho bem aos nossos pés! Estava sempre a brincar e saía da água a deslizar até nós enquanto falávamos com o tratador! AMEI esta proximidade! :)

Mia Relógio disse...

Adorei as imagens querida Marta! um beijinho enorme

Ana T. disse...

GOLFINHOS!!! Quero!!