Com tecnologia do Blogger.

RUBRICA: "THINKING INSIDE THE BOX" // AS MARCAS NOS BLOGUES


Faz parte. As marcas nos blogues.

O mundo da moda e do lifestyle gira à volta das marcas. As marcas não só o fazem girar, como são o seu alimento. Dão de beber também à nossa Economia. O nosso consumo engorda as receitas da Economia. Faz parte.

Por isso, é natural, e fundamental, consumir marcas de moda e lifestyle. Não se induz excessos, mas caberá a cada um criar os seus critérios de consumo. Faz parte.

Os bloggers de moda existem porque a sua imagem e o seu estilo de vida cativa uma audiência. Um público mais ou menos vasto. Conseguem estar próximos desse público, obtêm empatia e tornam-se referências credíveis, à partida. O público leitor identifica-se com o autor/blogger. Não faz sentido um blogger comunicar a sua imagem com roupas e experiências anónimas. Não faz sentido não ser transparente. Inevitavelmente aguça-se a curiosidade, e fomenta-se a cultura de moda, partilhando a origem do produto x, experiência ou serviço y. Faz parte.

Mais facilmente comunicamos (bloggers) "o que vem à rede". Mas nem tudo "o que vem à rede é peixe"... As marcas apresentam-se e dão-nos a mão, se deixarmos. Se nos proporcionam bons momentos como consumidores (porque somos iguais a todos os outros consumidores), se nos transmitem informações que acrescentam valor útil, e se acharmos que vão ao encontro do público-alvo e do conceito do blogue, porque não passarmos também esse conhecimento com valor acrescentado a quem nos lê?  Enriquece-nos (não literalmente) os conteúdos do blog e incrementa-nos a nossa cultura de moda/lifestyle. Tende a aumentar o nível de interesse e relevância do blog. Influencia, mais ou menos, as tendências e os hábitos de consumo. É saudável para o bem-estar emocional. É bom para a Economia. Faz bem. Faz parte. (Só é pena neste momento o poder de compra não ser proprocional à paixão pelas marcas).

Mas. Note-se um "pequeno" "mas": há várias formas de abordarmos as marcas nos blogues. Sabemos que a publicidade às marcas sustenta revistas, TV e rádio. E, sim, também já sustenta blogues. Compram "espaço de antena" para serem referenciados sob a simples menção à marca ou também sob a forma de passatempos (principalmente nos meios de comunicação ditos tradicionais). Não há volta a dar a isto. Está implícito na dinâmica de sobrevivência dos meios, das marcas, do consumo, da economia, do nosso interesse, dos nossos desejos. É um ciclo vicioso. Faz parte.

Mas. Note-se um "grande" mas: deverá existir o bom-senso de se fugir à publicidade enganosa. Não prestar testemunhos e discursos falsos a produtos. Dizer-se que são bons se a experiência (se houve experiência) não tiver sido merecedora desse juízo de valor. Só porque se pode receber 5039483652 produtos por ano de uma marca ou mesmo 0000€ não deveria ser um bom princípio colaborar com "promessas" falsas. De um lado está a promessa da marca. Do outro a promessa/palavra do meio (blogger) que o comunica. Se testemunho um produto é porque houve oportunidade para tal (e vocês são espertos, sabem-no). Por iniciativa própria, neste momento, já são raras as vezes. É, normalmente, a convite de uma marca que experimento o último produto de cosmética do mercado ou o menu mais requisitado de um restaurante. Mas vocês sabem que surgiu essa oportunidade. Faz parte do papel de "opinion maker" do blogger. Até aqui tudo transparente.

Não sabem, no entanto, nem haverá forma de saberem, se os resultados que o blogger transmite da experiência são ou não "subornados". Vão ter que seguir o Vosso instinto e tirar as Vossas próprias conclusões. Eu tenho uma combinação comigo mesma. Transmito a promessa da marca, mas não compactuo com a mesma se não passar de marketing. Portanto... se não há a mínima esperança de eficácia, simplesmente não comunico. Não alimento o blogue de críticas não construtivas e de experiências sem sabor. A este nível estamos combinados. Aqui só entram Marcas por Amor.



5 comentários

Rita da Fonseca disse...

oh, muito obrigada Marta! :)

Telma Delgado disse...

Mesmo !
Adoro o teu blog Martinha

Miúda disse...

Gostei imenso do blog. Não conhecia o marcas por amor e adorei! :) Quanto a texto, não poderia concordar mais. :)

A miúda dos saltos altos disse...

Gostei imenso do texto, Marta! E concordo contigo, se é para enganar os leitores mais vale estarmos "caladas". Eu só falo de produtos que já experimentei e conheci, caso contrário não sei o que escrever, porque não gosto de copiar os press release.

Saltos de Cristal disse...

Excelente artigo :) Gostei muito!